sábado, outubro 28, 2006

Como a vida também é feita de "porquês"...

Enfim uma tarde, em que posso descontrair e deixar o trabalho e as responsabilidades de lado.

Estava aqui entretido com o meu novo hobbie e realmente estou encantado com esta “coisa” dos blogs. Como tinha referido no meu 1º post, apesar de haver muito lixo na Internet, tenho de reconhecer que podemos achar verdadeiras pérolas. Tenho visto e lido coisas fantásticas nos últimos dias e é engraçado que os blogs têm contribuído imenso para reabilitar um prazer meu que estava quase morto e enterrado … LER!

Hoje apetece-me soltar uns “porquês” para o ar! “porquês” esses que me incomodam e talvez alguém me consiga elucidar…

Depois de ontem ter colocado o post que coloquei, em que só falo de trabalho, vitórias, conquistas e sucessos e hoje deveria estar radiante e cheio de alegria dentro de mim, apesar de estar uma tarde linda e soalheira, a mim parece-me uma tarde de Outono.




Porque é que sinto um vazio de dentro de mim?


Ainda ontem dizia a uma certa pessoa que todos os artistas precisam de uma musa inspiradora. Um artista apaixonado cria melhor, um artista apaixonado acorda no meio da noite e tem ideias brilhantes, um artista apaixonado é algo que faz bem ao mundo (ihihihi).


Mesmo sentindo que a minha vida profissional está de novo a tomar o rumo que eu pretendo, falta-me a minha musa inspiradora, falta-me a pessoa a quem telefonar a dizer com um sorriso nos lábios: “Consegui”, falta amor na minha vida, não falo de amor pelo trabalho (que adoro), nem sequer de amor pela minha família que são realmente maravilhosos, nem tão pouco de amor pelos amigos porque realmente quem tem paciência para me aturar merece tudo de mim … falo sim de amor puro … amor que nos eleva a outros patamares e nos leva a cometer loucuras…


Porque é que a vida não me dá mais uma oportunidade e me coloca na minha vida uma mulher que realmente mereça o meu amor?

Sabem meus amigos, a verdade é que não tenho sorte nenhuma com o sexo oposto e cada vez mais sinto menos vontade de procurar pela felicidade. Por vezes lá vou beber um cafezito ou a um cinema, mas tenho de dar a mão á palmatória, que os tempos de Casanova e de saídas á noite cada vez estão mais longe. Cada vez me refugio mais no meu trabalho e dou menos hipóteses a uma situação que até ambiciono imenso, ou seja, encontrar uma mulher que me ame, respeite, admire e sobretudo goste de mim tal como sou (sim … até porque sou apologista que as pessoas não devem tentar mudar ou moldar os outros á sua maneira mas sim completarem-se) e me dê oportunidade de construir a minha própria família.




Porque é que as mulheres hoje em dia preferem quem as trate mal?


Porque é que os cavalheiros hoje em dia são considerados uns “totós” pelas mulheres?


Eu pergunto-me a mim mesmo isso, porque apesar de já ter tido uma relação muito atribulada e cheia de discussões com uma pessoa (da qual ainda gosto muito como amiga … um beijão para ti Sandroca) não gosto de maltratar as mulheres, pelo contrário, mas vejo insistentemente amigas ou conhecidas minhas que são “espezinhadas” pelos mais-que-tudo e continuam a achar que eles são o máximo. Será que estão cegas pelo amor?



Porque é que isto me acontece?


Tenho um grande amigo com que partilho algumas mágoas de amor, até porque terminei á pouco uma relação que apesar de efémera até mexeu muito comigo e na qual fui trocado pela importância da carreira dela (decisão que apesar de me ter custado muito a aceitar, sou obrigado a respeitar) e costumamos desabafar um pouco um com ou outro e um dos assuntos que costumamos debater arduamente é precisamente esse … será que devemos mudar a nossa atitude com as mulheres e começar a ser uns brutos insensíveis e talvez elas nos comecem a venerar. Não vou nessa … gosto de ser como sou… tenho a certeza que ainda existem mulheres que gostem de tipos como eu … trabalhadores, honestos, românticos, carinhosos, charmosos, jeitosos (lol) e … chega! Como é óbvio também tenho defeitos e não sou perfeito e é por isso que digo que as pessoas têm de respeitar o espaço e completarem-se … só assim não irão entrar para as estatísticas dos divórcios e dos “terminansos”.


“Musa Inspiradora” aonde andas tu?


Até breve e já sabem meus amigos…

Portem-se mal, mas com muito estilo e muita classe.


8 comentários:

tiago disse...

meu puto tas em grande

ou melhor tas igual a ti mesmo

akele abr

Meia Lua disse...

80% das coisas que acontecem na vida de alguém são coisas que não desejamos. A maioria das pessoas sozinhas hoje fazem as mesmas queixas que leio aqui. O mundo mudou muito, mas eu acho sinceramente que as mulheres não gostem de quem as trate mal... porque gostar de alguém é uma loteria... alguns acertam à primeira, outros demoram mais, mas não existem fórmulas perfeitas, temos que adaptar sempre porque como tu mesmo dizes, ninguém é perfeito. :)

fed disse...

cavalheirismo acima de tudo. se o mundo mudou, que sa f***, azar o dele!

dKin disse...

Tenho dias em que me sinto assim... Tb sinto q me falta alguma coisa, eu sem amar sinto-me pela metade, mas nos tempos q correm e com o tipo de gente q tenho conhecido, ando a tentar convencer-me de q antes só q mal acompanhada.

A meu ver tens razão as mulheres preferem quem as trate mal (infelizmente!), ainda ñ consegui descortinar o porquê... Lá hei-de chegar... Ou ñ!
Mas sim, ficamos cegas por amor, deixamos de ver tudo o q está mesmo à nossa frente, quer dizer, o q acontece na realidade é q vêmos o q queremos ver, sabes q pelos "olhos do amor" tudo fica cor-de-rosa.
Quanto aos cavalheiros discordo totalmente contigo, há até falta de cavalheiros, toda a mulher gosta de ser cortejada e bem tratada, mas lá está, o cavalheirismo não é sinónimo de menos cabrão... Acho q muitas vezes até faz parte do charme q os leva a conseguir tudo, ou quase tudo!

Rita disse...

td a seu tempo : ))))))

Rita disse...

contamos ctg p o jantar???

sandruca.email@gmail.com disse...

Conheci o teu blog depois de ler um comentário teu no blog da Pipoca e quis deixar-te uma mensagem.
Comigo passa-se exactamente o mesmo...mas ao contrário. Para os meus amigos sou uma pessoa admiravel, cheia de qualidades etc etc ...mas parace que as qualidades me tiram o sex-appeal. De que serve ser boazinha e depois ficar só? Os homens gostam de gajas cabras...
Enfim...
Eu adoro ser tratada como uma princesa...que me abram a porta, me puxem a cadeira etc etc.

Boa sorte para ti no novo emprego e num novo amor. Além do azar no amor tb temos em comum Setúbal. Será caso para mudar de cidade?

Sandra

Alessandra Borsatti disse...

olá! algo que sempre levo comigo... " O segredo é não correr atrás das borboletas... é cuidar do jardim para que elas venham até você. No final você vai achar não quem estava procurando mas quem estava procurando por você!"
Bjsssssssss